Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla é uma doença inflamatória do sistema nervoso central que causa desmielinização do cérebro e medula. Os adultos jovens são os mais propensos a terem essa patologia.

Os prolongamentos das células cerebrais são revestidas pela bainha de mielina que serve como uma proteção para os axônios e também acelera a transmissão dos impulsos elétricos no sistema nervoso central. Na Esclerose múltipla, as células produtoras da mielina (oligodendrócitos) são atacadas pelo sistema imunológico causando a destruição da mielina ou desmielinização. 

Com a destruição da bainha de mielina os primeiros sintomas surgem, podendo ser representados por formigamentos no corpo, perda de força em um ou mais membros, alteração na visão, distúrbios de coordenação ou dificuldade de controle da urina e fezes. Conforme a inflamação progride, os neurônios também são destruídos e os danos são permanentes.

A forma mais comum de Esclerose Múltipla é a chamada remitente-recorrente. Nesse tipo de evolução, os sintomas aparecem em surtos conforme surgem lesões novas no cérebro ou medula e existem períodos de calmaria com recuperação completa ou parcial dos sintomas. Existe ainda uma forma que é progressiva desde o início, sem surtos de agravamento e com pouca chance de melhora.

Felizmente os medicamentos atualmente disponíveis são bastante eficientes para o controle da principal forma de Esclerose Múltipla, controlando os surtos e evitando a progressão da doença. Para o tratamento da forma remitente-recorrente dispomos de medicamentos injetáveis de primeira linha fornecidos pelo governo brasileiro e também outros medicamentos mais fortes reservados para os casos em que o primeiro tipo não foi eficiente no controle dos surtos.

Já existem também medicamentos por via oral disponíveis para o tratamento das formas iniciais de doença, mas o sistema único de saúde ainda não os disponibiliza ao público. Todavia, é possível entrar com liminar na justiça pedindo a liberação desses novos fármacos que podem ser os mais indicados para alguns pacientes.

Na nossa clínica fazemos o diagnóstico de Esclerose Múltipla e providenciamos os tratamentos mais modernos, orientando o paciente sobre as escolhas mais sábias diante das várias opções terapêuticas. Mesmo para os que já fazem tratamento, aconselhamos virem ao nosso consultório para uma segunda opinião e avaliação da evolução do indivíduo considerando as novas metas de tratamento.

 

Roger T. Soares
neurologista
crm 69239 SP
Tel: 11 3266-7024 ou 2476-0346
e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Back to top